Yoga suave para a dor e a fadiga

Yoga para a fibromialgia e outros quadros crônicos

Fibromialgia, doença autoimune, fadiga, dor e mulheres acima de 40 anos parecem ser termos que cada vez mais aparecem de mãos dadas. E não é coincidência, você sabia que 90% das pessoas diagnosticadas com fibromialgia são mulheres?

Talvez você não seja uma delas nem seja mulher, mas talvez esteja sofrendo de outros quadros crônicos há anos sem que ninguém saiba como ou por que, ou lhe dê uma solução.

E isso também não é coincidência. As causas? Bem, os especialistas ainda estão tentando resolver esse enigma. Acredita-se que fatores genéticos, traumas físicos ou emocionais e distúrbios do sistema nervoso estejam envolvidos. Tudo o que sabemos é que o estresse os afeta diretamente e piora os sintomas.

Mas o estresse de novo? É, tipo arroz de festa. O estresse desempenha um papel importante nos surtos de quadros crônicos como a fibromialgia. E como não podemos controlar o que acontece conosco, cabe a nós gerenciar como nos sentimos em relação a isso. Temos que fazer um gerenciamento do estresse pessoal para limitar seus efeitos no nosso corpo. Ou seja, não nos desgastar tanto, relaxar os músculos, oxigenar os tecidos, ativar o sistema nervoso responsável pela calma, interromper a inundação de hormônios do estresse e retornar ao nosso estado de equilíbrio o mais rápido possível.

É aí que entra a yoga suave de Yoga para cansados online, com sua variedade de técnicas de gerenciamento de estresse, como as descritas abaixo, para nos ajudar a recuperar esse estado de equilíbrio e evitar que seus efeitos piorem nosso ser:

  • liberação miofascial (para liberar a tensão muscular);
  • exercícios de respiração chamados pranayamas (que são capazes de nos levar à calma muito mais rápido do que a meditação);
  • sua natureza de mindfulness (que muda nosso foco atencional e nos traz para o presente, distanciando-nos da percepção de desconforto por alguns momentos e mostrando-nos nossos lugares de paz).

Sim, eu sei, pode parecer algo que só os hippies fazem numa montanha, mas não, a yoga suave do Yoga para cansados online pode ser um verdadeiro salva-vidas na sua cotidianeidade. Além disso, você pode praticar em casa e quando quiser. O importante é aprender a abrir espaço para ela no seu dia a dia Assim como tomamos banho diariamente, precisamos aprender a cuidar do “resto” do nosso ser da mesma forma.

E agora que você conhece os benefícios da yoga suave do Yoga para cansados online, eu te convido a experimentar três posturas simples. Se tiver um pouco mais de tempo, confira o canal do YouTube do Yoga para cansados e faça uma prática completa (recomendo muito, pois toda sessão é guiada e estruturada para atingir o objetivo de relaxamento-restaurativo):

  1. Postura da criança (mostrada na imagem deste artigo): sente-se sobre os calcanhares com os joelhos separados. Incline-se para a frente e estique os braços à sua frente, deixando a testa apoiada no chão. Nessa espécie de posição fetal, você se rende ao chão, e o apoio e a escuridão levam você, juntamente com uma respiração profunda, a um momento de introspecção e descanso.
  2. Postura da vaca e do gato: comece em quatro apoios com as mãos sob os ombros e os joelhos sob os quadris. Inspire enquanto arqueia as costas para baixo, levantando a cabeça e os quadris (vaca). Em seguida, expire ao arredondar as costas para cima, trazendo o queixo em direção ao peito (gato). Essa sequência suave é como uma massagem na coluna vertebral, aproveitando que você está sustentado pelo chão e sustentado nas próprias bases. E por que que eu escolhi este asana? Bem, sua coluna vertebral é a viga mestra do seu corpo, portanto, dê a ela um pouco de amor!
  3. Postura das pernas contra a parede: sente-se perto de uma parede com uma almofada ou cobertor dobrado ao seu lado. Deite-se de lado com os quadris contra a parede e gire o corpo de modo que as pernas fiquem apoiadas na parede em um ângulo reto. A almofada ou o cobertor deve servir de apoio aos quadris. Dobre um pouco os joelhos, se necessário. Deixe os braços ao lado do corpo com as palmas das mãos voltadas para cima. Além de relaxar as pernas cansadas, nossa pélvis recebe o apoio que precisa (dando-lhe também amor e atenção em vez de tê-la nos sustentando, assim como nossos joelhos e pés) e literalmente coloca você em outra perspectiva. Observe, o que você sente de diferente no seu corpo estando assim?

Quero que você termine este artigo sabendo que alguns minutos de autocuidado e escuta podem fazer uma grande diferença em seus surtos/fases agudas, e que você não precisa de habilidades de ginástica ou da elasticidade de um artista de circo para fazer isso. Lembre-se de que o cuidado do seu eu completo depende apenas de você e merece a mesma atenção que o mundo exterior. A yoga suave promove a autoescuta e a introspecção, o que levará você a ter uma consciência corporal mais refinada, detectando focos de tensão que poderá interromper ou trabalhar quando surgirem, antes que tomem conta de você. Pode não parecer muito, mas além de ser considerado o sexto sentido, ele fará milagres no desenvolvimento desse seu desconforto.

Rolar para cima